DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Por vezes a gente fala “adeus”, mas em seguida emenda; “quem sabe daqui alguns anos”, “o que é nosso sempre volta pra gente”, “se for pra ser será”.

O tipo de desculpa que a gente dá com medo de não suportar por completo a dor.

Mas então ele segue a vida dele, você a sua, e até então tudo parece estar nos conformes do luto emocional.

Você até trocam algumas curtidas, às vezes comentam o storie um do outro, para não eixar um clima chato e para mostrar que você ainda está viva,….em uma espera inesperada.

Até que…

Até que um dia você abre a timeline e tem uma foto dele com outra pessoa, com um sorriso que você bem conhece, pois já foi motivo dele,

e aquela mão na cintura…

Automaticamente a boca seca, a garganta trava, e enquanto os olhos se enchem de lagrimas um misto de raiva, desespero, medo e saudade tomam conta de você.

Inevitavelmente você lembra de como ele segurava a sua cintura, o que isso significava, e um turbilhão de pensamentos invadem a sua cabeça, ainda que não queira:

“será que eles já transaram, será que já estavam juntos antes da gente terminar, será que ele aceitou o fim pra ficar com ela?”

E então você percebe que afinal não é tão forte quanto achava, que não é tão madura quando pensou, e que não era tão segura sobre os seus sentimentos.

Pois o que dói não é perder quem a agente ama, o que dói é quando alguém encontra quem a gente perdeu… 🥺

- A word from our sposor -

spot_img

Vai doer por algum tempo …