DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

(Observação: este texto é uma reedição de dois textos anteriores, agora juntos para trazer mais coesão ao entendimento)

Usarei termos típicos e de fácil compreensão pois eles são facilmente inteligíveis pela maioria das pessoas que o associam àquilo que parece reencarnar (nossa consciência individualizada) entrando e saindo de experiências nesta dimensão e raça humana tais como “alma”, “espírito” etc para nomear tais consciências ou os seres, independente da raça ser humanoide ou extraterrestre. Entenda que este texto não é um debate sobre idéias de religião ou espiritualidade, mas que usa palavras que irão deixar as idéias
mais entendíveis às mentes que o lerem.

Os alienígenas, ou seres extraterrestres (fora da Terra) são seres espirituais (consciências inteligentes e não seus corpos) exatamente como nós humanos também o somos. De fato, nós não “somos” humanos literalmente como uma condição inerente ou classificação espiritual do tipo de alma (alma é uma palavra usada para indicar uma consciência individual eterna que reencarna animando diversos corpos e personalidades).

Nós (consciências) simplesmente “estamos” humanos enquanto permanecemos na experiência de nos ver nascendo e voltando inúmeras vezes ao nosso orbe Gaia (a Terra). O que poderia se considerar humano em nós, é o veículo de experimentação nesta dimensão e planeta. Nosso Ser/Espírito que tem as experiências não é um produto exclusivo de uma raça, pois ele é o condutor que anima o veículo (o motorista do carro).

Assim, nossa alma não é definida pela raça momentânea onde encarnamos, por uma etnia planetária ou um gênero biológico do corpo, ou por qualquer elemento exterior; entenda que somos espíritos e que isso nos define como a vida parece animar diferentes veículos de expressão (mas o que é vivo é o motorista e não o “carro”).

É importante diferenciar o SER que somos dos “carros/veículos” que utilizamos nas nossas diferentes experiências nesta e nas demais dimensões acima da 3D, a fim de compreender que nós somos o motorista (o espírito), e que podemos usar muitos tipos de “carros” diferentes em territórios diferentes para exploração de variados ambientes planetários com suas particularidades, sejam no ambiente tridimensional, pentadimensional ou acima disso.

É a consciência/inteligência/energia/vida/espírito que somos quem tem as experiências encarnatórias em diferentes raças para sua expansão de consciência. E assim como nós somos espíritos que agora estamos vivenciando encarnações em veículos humanos no planeta Terra, é exatamente igual com todo e qualquer outro ser encarnado em outras raças extra-terra na vastíssima extensão do universo.

Convido-o a avaliar a possibilidade de que, da mesma forma em que um “humano” pode nascer no Brasil e outro “humano” pode nascer na Espanha, mas ambos são terranos (terrestres), há também raças humanoides que se desenvolveram e evoluem como consciências encarnadas em outros planetas. Nesse caso essas almas estão tendo encarnações em veículos humanoides mas não são terranos. Seriam eles humanos extraterrestres… compreende?

A característica humanoide não é atrelada a um planeta específico (a Terra neste caso). Pense no seguinte exemplo hipotético: um grupo de seres humanos são enviados pela Nasa a formarem uma colônia em Marte. Após um tempo colonizam o planeta nascendo seres humanos lá, filhos dos primeiros a se assentar naquele lugar.

Neste caso e fácil compreender que haveria em Marte almas encarnadas em uma raça humanoide, e que estas pessoas seriam “marcianos”, mas tanto os terrestres como os marcianos são espíritos encarnados em corpos humanos em ambos os casos.

Nós, aqui na Terra, somos “terranos” assim como uma pessoa que nasceu no Brasil pode dizer que é um “brasileiro”. Agora, se você consegue aceitar que você mesm@, assim como todos os demais seres, são almas tendo experiências espirituais (reencarnatórias no sentido popular) para expandirem suas consciências em diferentes ambientes e situações aqui neste planeta, gostaria que avaliasse a possibilidade de que suas experiências como alma (indivíduo eterno) podem não ter começado neste planeta.

A maioria dos que estamos encarnados aqui na Terra viemos de outros lugares do Cosmos, de outros cantos do universo antes de começarmos a série de reencarnações por aqui. Convido vocês a pesquisarem sobre os termos “sementes das estrelas” ou “sementes estelares”.

O DESENVOLVIMENTO DO ASPECTO FÍSICO DAS RAÇAS vs O DESENVOLVIMENTO DAS CONSCIÊNCIAS QUE SE MANIFESTAM NELAS:

Para começar, é importante entender aspectos espirituais como a diferenciação dos veículos corporais (corpos físicos da terceira dimensão ou de dimensões superiores) das consciências que utilizam estes veículos.

A biologia orgânica em base carbônica que compõem os corpos físicos da terceira dimensão não abrange a totalidade dos corpos dos seres vivos no universo multidimensional. Há vida em muitas outras estruturas vibracionais e sistemas dimensionais superiores à terceira dimensão, cujos corpos/veículos para as consciências que as habitam não são baseados em carbono.

Nosso multiverso é habitado por seres expressando-se em corpos nas mais diversas frequências vibratórias, formas e faixas dimensionais do que a ciência tradicional suspeita. A vida não se limita à terceira dimensão com base em estruturas carbônicas.

Entenda que há vida em muitas mais formas e sistemas além do que seus 5 sentidos físicos são capazes de captar. Para compreender este aspecto fundamental é necessário que consiga entender dois preceitos básicos, mas que transformam completamente o paradigma dualista limitado desta dimensão:

1- A vida é a consciência inteligente que anima os corpos e os configura por meio do colapso da energia/onda em energia/partícula, seja colapsando formas energéticas em corpos biológicos com base carbono, ou em outro tipo de corpos dimensionais superiores à terceira dimensão. É importante entender isto porque a consciência não é um produto da evolução orgânica e sim o contrário. É a consciência que manifesta a matéria e não a matéria que manifesta consciência.

2- A vida é eterna, ela não acaba quando a consciência deixa de animar um corpo/veículo em qualquer dimensões ou realidade onde o ser se manifeste, seja na terceira dimensão ou em dimensões superiores/paralelas.

Esclarecida a diferencia básica entre consciências e os corpos dimensionais que elas utilizam (raças e dimensões onde se manifestam), é importante entender agora que uma coisa é o desenvolvimento dessas consciências como almas eternas, crescendo em sabedoria por meio de suas múltiplas, inúmeras e multidimensionais experiências encarnando, entrando e saindo de raças, mundos e dimensões pelo cosmos

onde estas consciências são sempre voluntárias para se desenvolverem em certos sistemas e suas raças relacionadas a fim de aprender e se expandir, do que aquilo que estas raças fazem enquanto estão realizando seus experimentos genéticos nas suas explorações e criações dentro dos sistemas que elas habitam.

Na Terra, ao longo das eras, houve a intervenção de muitas raças extraterrestres diferentes que, conforme suas próprias agendas, modificaram a experiência e interviram no desenvolvimento da raça humana por diferentes motivos e interesses particulares àquelas raças.

Isto pode ser comparável ao que alguns humanos fazem nas suas pesquisas e explorações científicas quando intervém nos ecossistemas de outras raças animais e vegetais do planeta, alterando seus habitats naturais e fazendo testes genéticos com elas para seus próprios interesses investigativos e os diversos propósitos de tais experimentos.

Se perguntássemos a esses grupos de cientistas humanos e seus patrocinadores sobre o porquê de tais experimentos, cada grupo justificaria seus interesses conforme seus objetivos e a busca de respostas às questões que os mobilizaram nessas pesquisas.

Alguns desses objetivos poderão ser mais louváveis ou benevolentes do que outros, e cada grupo defenderá seus interesses particulares, certo? É exatamente assim que aconteceu a nível de interferências de várias raças extraterrestres sobre a espécie humana neste planeta ao longo das eras.

Não podemos ser ingênuos perante esta intervenção extraterrestre em nosso planeta e no nosso desenvolvimento como espécie, mas lembre que uma coisa são as espécies biológicas raciais e outra as consciências que se desenvolvem encarnando nestas raças. Nós não somos humanos, nós estamos humanos. Nós somos a consciência que manifesta sua experiência nas doferentes dimensões, e não os corpos que usamos.

Caso tenha receio desta hipótese pois não pensou nem investigou seriamente sobre a possibilidade da reencarnação ser real, sugiro que assista: https://youtu.be/TAFSyIgdJrE

Os extraterrestres não são Deuses que criaram as nossas consciências, assim como a fábrica de carros Ford não pode se atribuir a criação da pessoa que é o motorista que dirige uma Ecoesport fabricada por eles. Mas a fábrica Ford e seus engenheiros podem sim se considerar responsáveis por desenvolver o design dos carros e suas versões, compreende esta analogia?

Nesta criação de formas habitáveis pelo espírito, há de tudo lá fora na galáxia assim como em todas partes. Algumas coisas mais legais e organizadas por seres mais bondosos e outras não tão legais orquestradas por seres menos benevolentes.

A fraternidade entre os povos galácticos impera entre a maioria confederada destas raças, mas há dissidentes, revoltados, povos mais belicosos, conquistadores, dominadores, etc como também há essas tendências entre certos povos da Terra. Mas toda esta história e herança Galáctica com seus prós e seus contras contribuiu, de certa forma, para a expansão da experiência humana e do crescimento exponencial das consciências que reencarnam aqui neste planeta.

Muitas daquelas consciências que fizeram tais intervenções menos éticas no passado quando estavam encarnadas em raças extraterrestres, hoje estão encarnadas entre os humanos a fim de realizar suas curas e resgates cármicos. O livre arbítrio permite que a experimentação seja ampla, mas a regra exige que os seres colham os frutos de suas obras. Você pode fazer o que quiser (a semeadura é opcional), mas arcará com a responsabilidade de suas criações (a colheita é obrigatória).

Assim, não adianta apontar o dedo para “os extraterrestres” e culpar por problemas na raça humana se você entendeu o que eu disse antes, pois essas consciências que interviram no passado podemos, muito bem, ser nós mesmos colhendo os frutos da nossa criação. Repito a máxima: nós não somos humanos, nós estamos humanos. O que é humano é nosso veículo dimensional planetário neste ambiente de experimentação da nossa consciência.

A intervenção extraterrestre por diversas raças ao longo das eras modificou a genética original projetada para o desenvolvimento da raça chamada adâmica (projeto genético de desenvolvimento da humanidade Adam/Eva Kadmon) neste planeta, e essa intervenção se refere aos veículos físicos com base carbônica (o corpo físico que é o carro da alma ou o veículo da consciência. Por favor, lembre de separar o motorista do carro que ele conduz, pois são coisas diferentes. Recorde o exemplo da fábrica Ford que projetou a Ecoesport, que não é quem criou o condutor desse carro).

Assim, precisamos tomar consciência de que muitas outras raças interviram alterando e modificando o projeto Adam/Eva Kadmon original para ser o lar das almas que encarnariam como humanas, cada um com seus próprios interesses, fazendo isto por diversas vezes, modificando o DNA do corpo humano ao longo das eras. Estas raças tem um débito cármico cósmico com os humanos e hoje desenvolvem um papel de resgate perante esta raça devido às atuações menos éticas do passado.

Muitos seres provenientes destas raças extraterrestres estão aqui auxiliando na época de transição planetária, não apenas porque são boazinhas com os humanos, mas porque estão ajudando no processo de resgate cármico dos seus exilados aqui e que precisaram encarnar para resgatar seu carma com esta espécie.

Alguns seres extraterrestres encarnados agora como humanos também vieram como voluntários atendendo ao pedido de seres superiores que cuidam deste projeto planetário para ajudar na ascensão da raça humana, a fim de que as pessoas consigam passar pelo processo de transição planetária das formas mais suaves possíveis. Estes seres são conhecidos como sementes das estrelas. Você pode ser um exilado ou pode ser uma semente estelar.

- A word from our sposor -

spot_img

Expandir o entendimento sobre a manifestação extraterrestre.